- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Canal de JOSÉ FERNANDES CASTRO em parceria com RÁDIO MIRA

RÁDIO apadrinhada pelo mestre *RODRIGO*

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
AS LETRAS PUBLICADAS REFEREM A FONTE DE EXTRAÇÃO, OU SEJA: NEM SEMPRE SÃO MENCIONADOS OS LEGÍTIMOS CRIADORES
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
ATINGIDO ESTE VALOR // QUE ME FAZ SENTIR HONRADO // CONTINUO, COM AMOR // A SER SERVIDOR DO FADO
POIS MESMO DESAGRADANDO // A TROIANOS MALDIZENTES // OS GREGOS VÃO APOIANDO // E VÃO FICANDO CONTENTES
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
6.525 LETRAS PUBLICADAS <> 2.552.800 VISITAS < > AGOSTO 2022
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Labirinto ou não foi nada

David Mourão Ferreira / Francisco Viana *fado vianinha*
Repertorio de Gisela João 

Talvez houvesse uma flor
Aberta, na tua mão
Podia ter sido amor
Mas foi apenas traição

É tão grande o labirinto / Que vai dar à tua rua
Ai de mim que nem pressinto / A cor dos ombros da lua

Talvez houvesse a passagem / De uma estrela no teu rosto
Era quase uma viagem / Foi apenas um desgosto

É tão negro o labirinto / Que vai dar à tua rua
Só o fantasma do instinto / Na cinza do céu flutua

Tens agora a mão fechada / No rosto nenhum fulgor
Não foi nada, não foi nada / Podia ter sido amor