<>-----<>-----<> Existe um espaço de 20 segundos entre o começo do Fado e a sua identificação <>-----<>-----<>
Loading ...

5.915 LETRAS // 1.500.000 VISITAS // DEZEMBRO 2019

Os namorados não têm fome

Vasco de Lima Couto / António Chaínho
Repertório de Vasco Rafael

Os namorados não têm fome
Porque se encantam de entendimento
Bastam-lhe os olhos que cegam ruas
Bastam-lhe as mãos como alimento

Passam contentes, de peito aberto
Por entre os rios da solidão
Bebendo frases iguais ao nada
Na melhor mesa do coração

Ás vezes param, como se o mundo
Nascesse ali, áquela hora
E não houvesse mais primavera
Que a primavera que neles mora

Vão de mãos dadas pelo silêncio
Rimando o sonho que não tem nome
São o princípio do fim de tudo
São namorados, não têm fome

Só cantam aves que sonham longe
Só cantam barcos que sonham perto
Compram a esperança duma viagem
Vendem a imagem dum céu aberto