- - - - - - - - - -

Canal de J.F.Castro em parceria com a Rádio Mira

Canal de J.F.Castro em parceria com a Rádio Mira
° Caro visitante, existe 1 minuto de interregno entre a identificação dos intérpretes °
Loading ...

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

As letras publicadas referem a fonte de extração, ou seja: nem sempre são mencionados os legítimos criadores.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Existem (pelo menos) 80 letras publicadas que não constam do índice. Caso encontre alguma avise-me, por favor.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

6.270 LETRAS PUBLICADAS /*/ 2.078.500 VISITAS /*/ FEVEREIRO 2021

ATINGIDO ESTE VALOR /*/ QUE ME FAZ SENTIR HONRADO /*/ CONTINUO, COM AMOR /*/ A SER SERVIDOR DO FADO.

Pois mesmo desagradando // A "Troianos" maldizentes / Os "Gregos" vão apoiando // E vão ficando contentes

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Se não encontra a fado preferido // Envie, por favor, o seu pedido.

fadopoesia@gmail.com

- - - - - - - - - - - - - - - -

BARRA DE PESQUISA

Renasce

Letra e música de: João Veiga
Repertório de: Katia Guerreiro

Renasce a cada instante que passa no meu pensamento
Os poentes passados contigo à beira mar
Quando as marés não mudavam
E as ondas para nós cantavam
Vezes sem conta este fado sem nunca parar

Renasce em cada hora que passa esta enorme saudade
De te amar sempre assim, assim como agora
Pode o mundo dar as voltas que der
Que o nosso amor neste fado há-de ser
Cantado de mim para ti pela vida fora

Beijo o teu corpo
Sabe a madrugada por acontecer
Sabe a água fresca
Sabe a flores silvestres e a renascer
Ao perfume dos dias
Sabe a tarde calma, sabe a ilusão
Sabe à tua alma, sabe a sedução

Renasce a cada tarde que passa esta estranha ilusão
Parece sentir-te chegar ouvindo os teus passos
De repente toda a saudade
Se desvanece na claridade
No brilho dos teus olhos e dos teus abraços

Renasce em cada noite que passa uma saudade maior
De tudo o que a vida nos deu de bom e diferente
Mas na praia ficaram na areia
Nossos beijos feitos maré-cheia
E a lua como nós ficou em quarto crescente