- - -

- - -
° Caro visitante, existe 1 minuto de interregno entre a identificação dos intérpretes °
Loading ...
- - -
° 6.000 Letras Publicadas // 1.7550.000 Visitas ° Maio 2020
- - -
° Por questãoes de funcionalidade existem índices divididos em 2/3 colunas // Os fados de Coimbra e os Humorísticos estão em colunas isoladas °
- - -
° Procure a letra do Fado // Pelo título correto // E veja aqui publicado // O seu Fado predileto // Se não encontra o seu fado preferido // Envie, por favor, o seu pedido °
- - -
° fadopoesia@gmail.com °

.

29 de Novembro de 1995

Carlos Zel / Filipe Pinto *fado meia-noite*
Repertório de Carlos Zel

Dia de chuva inclemente
Cinzento de solidão
Cai chuva constantemente
Chove no meu coração

Dia tão triste de inverno / Tão frio, cheio de vento
E as trovoadas do inferno / Turvam o meu pensamento

E as nuvens negras, pairando / Por força do vento norte
São como eu, vão esperando / A fria noite da morte

E nessa hora, o meu fado / Que começou em menino
Terá então acabado / Pela força do destino