<> Canal de rádio criado em homenagem a RODRIGO <>
Clique na imagem e oiça Fados

<> <> <>
As 5.850 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.

<> <> <>
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa.
Paulo Freire *filósofo* 1921 <> 1997

<> <> <>
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil <> Em caso de dificuldade não hesite em contactar <> fadopoesia@gmail.com

Canoa de vela branca

Letra e música de Frederico de Brito
Repertório de Fernanda Maria

Canoa de vela branca / Que vens do cais da ribeira
E vais para Vila Franca / Assim, num dia de feira

Já vem subindo a maré / E hoje que a manhã 'stá linda
Quero ir ao Alcané / Bailar um fandango ainda

Canoa tu conheces bem
Quando há norte pela proa
Quantas docas tem Lisboa
E as muralhas que ela tem;
Canoa por onde tu vais
Se outro barco te abalroa
Nunca mais tu atracas ao cais
Nunca, nunca, nunca mais


Canoa de vela panda / Que sobes o Rio Tejo
E trazes da outra banda / O sol do meu Ribatejo

Repara no meu campino / Levando o gado a pastar
Sem conhecer o destino / 
Que Deus tem para nos dar