- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.585 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

A Camélia dos jornais

Fernando Farinha / Domingos Camarinha
Repertório de Fernando Farinha

A Camélia dos jornais
Ardina em Campo de Ourique
Tanta fala à gente chique
Como aos homens mais boçais

As notícias actuais
Dá-nos ela, dia a dia
Mas disto, que nos avia
Não sabe menos mem mais

Sempre que a vejo no seu jeito malandrão
Bradando aos céus um pregão
Que a terra faz estremecer
Pressinto logo, nesse grito desvairado
Um coração revoltado
Com mil coisas p'ra dizer


A Camélia dos jornais
Tem uma história também
História de mulher e mãe
Que pouco importa aos demais

P'ra quê contar coisas tais
A gente que não entende
Que nem sequer compreende
Os seus pregões colossais

Quando a Camélia por mim passa, apregoando
Fito os seus olhos brilhando 
E às vezes fico a pensar
Se aquele pregão, tão triste, e
mbora estridente
Não será mais fielmente
Uma forma de chorar