<>-----<>-----<> Existe um espaço de 20 segundos entre o começo do Fado e a sua identificação <>-----<>-----<>
Loading ...

5.915 LETRAS // 1.500.000 VISITAS // DEZEMBRO 2019

Quarto de hotel

Gonçalo Salgueiro / Carlos da Maia *fado perseguição*
Repertório de Carlos da Maia

Meu amor é quarto antigo
Onde vivo por castigo
Na rua que não te esquece
Meu amor é quarto de hotel
Decorado a mágoa e fel
Onde nada permanece

Meu amor é quarto fechado
Em beco escuro, isolado / Por onde já ninguém passa
Não é quarto nem é cela
Tem uma pequena janela / Com vista para a desgraça

Nesta rua sem sentido
Todo o amor é proíbido / E a saudade nunca dorme
Neste quarto, a solidão
Arrancou meu coração / Mas não levou o teu nome

Meu amor é quarto frio
De albergar o teu vazio / Sempre de porta trancada
Teu regresso quem me dera
Fico aqui à tua espera / Meu amor, no quarto nada