<>-----<>-----<> Existe um espaço de 20 segundos entre o começo do Fado e a sua identificação <>-----<>-----<>
Loading ...

5.915 LETRAS // 1.500.000 VISITAS // DEZEMBRO 2019

Por amor ao rei

Manuel Andrade / Francisco Viana *fado vianinha*
Repertório de Carlos Zel

Por amor dum rei sem terra
Lancei poemas à lama
Meus versos eram de guerra
Meus olhos eram de chama

Meu braço foi desse povo
Cuja vontade mentida
Fingiu beber sangue novo
Ao trair a própria vida

Triste povo, cão sem dono
Que p’las próprias mãos se enterra
Escravo dos ladrões do trono
Filho do meu rei sem terra