Para ouvir a rádio terá de clicar na imagem. Obri(F)ado

Procure a letra do Fado * Pelo título correto * E veja aqui publicado * O seu Fado predileto.
* * *
Por questões de funcionalidade, existem índices divididos em 2/3 colunas. > Os Fados de Coimbra bem como os Fados Humorísticos estão em colunas próprias.
- - -

Se não encontra o fado pretendido // Envie, por favor, o seu pedido.

Apache ou fadista

Carlos Conde / Alfredo Duarte
Repertório de Alfredo Duarte Júnior

Eu que nasci fadista à face do destino
Tenho p'ra certa gente o meu destino errado
Chamaram-me gingão, depois o bailarino
E agora, para alguns, sou apache do fado

Não me ofendo com isso, acho até certa graça
Ao que p'ra aí se diz, por graça ou preconceito
Porque eu sou como sou, o que se diz não passa
De comentário alegre ao jeito do meu jeito

Isto de ser apache, bailarino ou gingão
De usar lenço ao pescoço e boné posto ao lado
Não é para marcar a minha posição
É p'ra me sentir bem e andar ao meu agrado

Este jeito nasceu comigo em pequenino
Não
precisei tirá-lo ao gosto de outro artista
Ser apache ou não ser, gingão ou bailarino 

Não me inibe de ter direito a ser fadista