- - - - - - - - - -

Canal de J.F.Castro em parceria com a Rádio Mira

Canal de J.F.Castro em parceria com a Rádio Mira
° Caro visitante, existe 1 minuto de interregno entre a identificação dos intérpretes °
Loading ...

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

As letras publicadas referem a fonte de extração, ou seja: nem sempre são mencionados os legítimos criadores.

"mp3 disponíveis"

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Existem (pelo menos) 80 letras publicadas que não constam do índice. Caso encontre alguma avise-me, por favor.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

6.295 LETRAS PUBLICADAS /*/ 2.135.500 VISITAS /*/ 31.05 2021

ATINGIDO ESTE VALOR /*/ QUE ME FAZ SENTIR HONRADO /*/ CONTINUO, COM AMOR /*/ A SER SERVIDOR DO FADO.

Pois mesmo desagradando // A "Troianos" maldizentes / Os "Gregos" vão apoiando // E vão ficando contentes

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Se não encontra a fado preferido // Envie, por favor, o seu pedido.

" fadopoesia@gmail.com "

- - - - - - - - - - - - - - - -

Pesquisa >

Com amigos como estes

Letra e música de Paulo de Carvalho
Repertório de Paulo de Carvalho

A palmadinha de amigo nas costas / O sorrisinho p’la frente
Por trás as bocas foleiras, já gastas / Mas são todos boa gente


Não frequento as cantigas da moda / Nem grupos de opinião
Quem está in, incomoda / Quem está out, é que não

Desculpem lá por qualquer coisinha / Mas isto também é fado
Até os grandes parecem gentinha / Mas eu vou bem, obrigado


Entre a cerveja e a passa e o gozo / Criticotar não tem regras
Estás armado em mete nojo / Cantas bem mas não me alegras

Com amigos como estes
Não preciso de inimigos


E digo, é a ultima vez / Que me prendo a coisas beras
Recado de um português / Que se vê lançado ás feras


Ai minha gente, minha grande dor / Nós somos todos o fado
Um abraço com amor / Adeusinho e obrigado