- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Rádio apadrinhada pelo mestre RODRIGO

Rádio apadrinhada pelo mestre RODRIGO
CANAL DE JOSÉ FERNANDES CASTRO EM PARCERIA COM A RÁDIO MIRA

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Loading ...

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

* As letras publicadas referem a fonte de extração, ou seja: nem sempre são mencionados os legítimos criadores *

<> 6.360 LETRAS <> 2.245.800 VISITAS <> AGOSTO DE 2021 <>

* ATINGIDO ESTE VALOR /*/ QUE ME FAZ SENTIR HONRADO /*/ CONTINUO, COM AMOR /*/ A SER SERVIDOR DO FADO *

* POIS MESMO DESAGRADANDO /*/ A *TROIANOS* MALDIZENTES /*/ OS "GREGOS VÃO APOIANDO /*/ E VÃO FICANDO CONTENTES *

* NÃO ENCONTRA O FADO PREFERIDO? /*/ ENVIE, POR FAVOR, O SEU PEDIDO * fadopoesia@gmail.com

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

* NASCEU ASSIM... CRESCEU ASSIM... CHAMA-SE FADO // Vasco Graça Moura // Porto 03.01.1942 // Lisboa 27.04.2014 *

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Aquela velhinha

Também conhecido como: Nossa senhora de nossa senhora
Linhares Barbosa / Henrique Lourenço *fado cigana*
Repertório de Fernanda Maria 


Perguntei a uma velhinha
Se já tinha amado alguém
E a velhinha respondeu
Amei como uma raínha
E sofri como ninguém
Ninguém amou como eu

Depois sentei-me com ela

Nos degraus duma capela / E ela prosseguiu então
Se amares alguém, tem cuidado
Amar, pode ser pecado / Ou talvez a redenção

O amor, varia a roupagem
Pode aparecer-te num pagem / Ou transformar-se em algoz

Pode aparecer-te um pastor
E ser Deus Nosso Senhor / Que sofreu por todos nós

Depois de me aconselhar
A velhinha, coitadinha / Despediu-se e foi-se embora
Eu tenho estado a pensar
Se aquela linda velhinha / Seria Nossa Senhora