- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.585 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Fado do destino

José Guimarães / Manuel dos Santos
Repertório de Selma Fernandes

Está escrito no destino, o meu destino
Ao ver-te, o meu passado foi-se embora
Procuro compreender e não atino
Porque gostei de ti naquela hora

Meus olhos te fitaram com amor
Talvez a procurar novas marés
Muralhas que eu não consigo transpor
Desse castelo altivo que tu ès

Encontro com sabor a despedida
Lembranças dum passado que ficou
Fui mais uma a passar na tua vida
Fui rio que teu mar não aceitou

Talvez que estas palavras tão banais
Não cheguem p'ra dizer o que senti
Será melhor não ver-te nunca mais
P'ra não me ver chorar, chorar por ti