- - - - - - - - - -

- - - - - - - - - -
- - - - - - - - - -

° Caro visitante, existe 1 minuto de interregno entre a identificação dos intérpretes °
Loading ...

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

As letras publicadas referem a fonte de extração, ou seja: nem sempre são mencionados os legítimos criadores.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

6.180 LETRAS PUBLICADAS // 1.930.000 VISITAS // OUTUBRO 2020

Atingido este valor // Que me faz sentir honrado // Continuo, com amor // A ser servidor do fado.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Se não encontra o Fado preferido // Envie, por favor, o seu pedido.

Criança da rua onde nasci

Fernando João / Armando Machado *fado suplica*
Repertório de Fernando João

Criança desta rua onde nasci
Que brincas toda nua na Ribeira
No cair desta tarde soalheira
A recordar-me idades que vivi

Também fui como tu, criança rua
Vivendo esse mundo de ilusão
Nas pedras que me deram a razão
Mostando-me a verdade nua e crua

Por isso na nudez do sofrimento
Eu tenho esta razão que é raiva agora
De ver a solução que se demora
Com medo de que seja esquecimento

E grito; ó criança companheira
Que brincas nesta tarde de abandono
Que por ti dou a raiva, o medo e o sono
Mas não brincas mais, nua na Ribeira