- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.585 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Cravo de fogo

Mário Raínho / Alfredo Duarte *fado bailado*
Repertório de Mário Raínho

Não vales o que sonhei
Em meus momentos vividos
És o tiro que falhei
E me condena, sem lei
A algemar os sentidos

Não és o raro perfume / Feito em essências de paixão
És a negrês dum ciume / Braseiro feito sem lume
Com cinzas de solidão

Não és o cravo de fogo / Aceso na minha boca
És o pranto mais o rôgo / Meu adeus, até mais logo
Onde a vida será pouca

Nem sei o que és p’ra mim / Serás o céu ou o inferno
A campa rasa, o jardim / Princípio que não tem fim
Primavera ou Inverno