- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Rádio apadrinhada pelo mestre RODRIGO

Rádio apadrinhada pelo mestre RODRIGO
CANAL DE JOSÉ FERNANDES CASTRO EM PARCERIA COM A RÁDIO MIRA

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Loading ...

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

* As letras publicadas referem a fonte de extração, ou seja: nem sempre são mencionados os legítimos criadores *

* Existem (pelo menos) 80 letras publicadas que não constam do índice. Caso encontre alguma avise-me, por favor *

* ATINGIDO ESTE VALOR /*/ QUE ME FAZ SENTIR HONRADO /*/ CONTINUO, COM AMOR /*/ A SER SERVIDOR DO FADO *

* POIS MESMO DESAGRADANDO /*/ A *TROIANOS* MALDIZENTES /*/ OS "GREGOS VÃO APOIANDO /*/ E VÃO FICANDO CONTENTES *

* SE NÃO ENCONTRA O FADO PREFERIDO /*/ ENVIE, POR FAVOR, O SEU PEDIDO * fadopoesia@gmail.com

--------------------------------------------------

2.135.500 VISITAS /*/ 31.05.2021

--------------------------------------------------

NASCEU ASSIM... CRESCEU ASSIM... CHAMA-SE FADO.
Vasco Graça Moura /// Porto 03.01.1942 /// Lisboa 27.04.2014
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Falaram de nós

Domingos Gonçalves Costa / Jorge Fontes
Repertório de Tristão da Silva

Falaram de nós quando era mentira
Vivemos somente juntos, mas tão sós
Juntos mas distantes da maldosa ira
Com que certa gente falava de nós

Falavam de nós por isso sofremos
Calúnias sem par muita hora atroz
Porém despertamos e agora nos queremos
Sem nos importar que falem de nós

Que importa o que diz o mundo
Que importa o que a boca diz
Tudo passa num segundo
Ès feliz e eu sou feliz;
É o que conta e após
Unidos porque Deus quiz
Já ninguém fala de nós


Faram de nós, teceram-se enredos
Contaram-se histórias com finais medonhos
Mas há no amor, mistérios, segredos
Derrotas, vitórias e um mundo de sonhos

Falaram de nós sem dó nem desculpa
E a vil falsidade ergueu sua voz
Por isso è que ès minha e bendita a culpa
Dos que, com maldade, falaram de nós