-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
As letras publicadas referem a fonte de extração, ou seja: nem sempre são mencionados os legítimos criadores dos temas aqui apresentados.
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
* 7.350' LETRAS <> 3.180.000 VISITAS * ABRIL 2024 *

. . .

Cantiga de Oledo

Luís Simão / Arlindo de Carvalho
Repertório de Lenita Gentil

Nasci nos campos de Oledo 
Por lá mondei, guardei gado
Não há leira nem penedo 
Que já não tenha pisado

Ceifei os campos de Idanha 
Ganhando amargo sustento
Até fronteiras de Espanha 
Onde eu tinha o pensamento

Ai, ai, ai Oledo
Namora-me à noite 
Que eu guardo segredo
Ai, ai, ai, Oledo
Só dormes um sono
Levantas-te cedo

O meu amor abalou 
E foi para terras de França
Em Oledo me deixou  
Minha alma assim não descansa

Óh minha andorinha negra 
Só uma coisa te peço
Que tragas em tuas asas 
O meu amor de regresso