- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Canal de JOSÉ FERNANDES CASTRO em parceria com RÁDIO MIRA

RÁDIO apadrinhada pelo mestre *RODRIGO*

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
AS LETRAS PUBLICADAS REFEREM A FONTE DE EXTRAÇÃO, OU SEJA: NEM SEMPRE SÃO MENCIONADOS OS LEGÍTIMOS CRIADORES
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
ATINGIDO ESTE VALOR // QUE ME FAZ SENTIR HONRADO // CONTINUO, COM AMOR // A SER SERVIDOR DO FADO
POIS MESMO DESAGRADANDO // A TROIANOS MALDIZENTES // OS GREGOS VÃO APOIANDO // E VÃO FICANDO CONTENTES
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
6.525 LETRAS PUBLICADAS <> 2.572.800 VISITAS < > SETEMBRO 2022
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Eu quero

Letra e música de: Júlio Vieitas
Repertório de Fernando Maurício

Eu quero, eu sei o que quero
A vida p'ra mim é assim
Eu quero, eu sei onde vou, eu quero

Mas não quero nem tolero
Que possas julgar de mim
Tudo aquilo que não sou, não quero


Quero seguir o caminho da verdade
Deus queira que este amor seja sincero
Se fôr caminho errado

Será mais um pecado
E amor por caridade, não quero


Escuta, medita, tem calma
Eu quero chamar-te à razão
Não quero desdém nem ciúme, não quero
O fogo que tens na alma
Faz queimar meu coração
Quero apagar esse lume, eu quero