<> Canal de rádio criado em homenagem a RODRIGO <>
Clique na imagem e oiça Fados

<> <> <>
As 5.850 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.

<> <> <>
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa.
Paulo Freire *filósofo* 1921 <> 1997

<> <> <>
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil <> Em caso de dificuldade não hesite em contactar <> fadopoesia@gmail.com

Um fado para Fred Astaire

Tiago Torres da Silva / Alfredo Duarte *menor-versículo*
Repertório de Cristina Nóbrega

No silêncio do meu quarto / de incerteza
Não vos sei dizer se morro / ou ressuscito
Faz-se noite quando parto / com tristeza
E talvez peça socorro / mas não grito

Quem diria que os teus pés / de bailarino
Entrariam para a história / da saudade
E que meio de viés / por teu destino
Brindarias à memória / que me invade

Quase toco a tua mão / presa ao ecrã
Mas tropeço nos meus passos / sem esperança
Não existe solidão / nem amanhã
Quando danço nos teus braços / de criança

Eu é que sou a menina / mas não quero
E não vou mudar de idade / e ai de mim
Se a memória só termina / e volta a zero
Quando acabar a saudade / que é sem fim