- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.585 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Invenção de mim

Fernando Tavares Marques / António Vitorino de Almeida
Repertório de Carlos do Carmo

Surges do mar como uma ninfa alada
E pairas sobre mim sem te deteres
És como uma gaivota ou pomba ou nada
E sei que não é meu o que me deres

E eu, de pés na terra, olhando o mar
Da solidão desse teu voo rasgado
Sinto escorrer por dentro o teu olhar
E vais partir de mim sem teres chegado

Chamar-te esperança ou sonho, já não sei
Se te hei-de dar o nome donde vens
Que me saibas mostrar que te inventei
E só eu sei o nome que tu tens

Vou  buscar-te ao futuro, que só aí
Posso saber se existes no meu fado
Foi em sonhos apenas que te vi
É tempo de te ver, estando acordado