- - - - - - - - - -

Canal de J.F.Castro em parceria com a Rádio Mira

Canal de J.F.Castro em parceria com a Rádio Mira
° Caro visitante, existe 1 minuto de interregno entre a identificação dos intérpretes °
Loading ...

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

As letras publicadas referem a fonte de extração, ou seja: nem sempre são mencionados os legítimos criadores.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Existem (pelo menos) 80 letras publicadas que não constam do índice. Caso encontre alguma avise-me, por favor.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

6.270 LETRAS PUBLICADAS /*/ 2.078.500 VISITAS /*/ MARÇO 2021

ATINGIDO ESTE VALOR /*/ QUE ME FAZ SENTIR HONRADO /*/ CONTINUO, COM AMOR /*/ A SER SERVIDOR DO FADO.

Pois mesmo desagradando // A "Troianos" maldizentes / Os "Gregos" vão apoiando // E vão ficando contentes

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Se não encontra a fado preferido // Envie, por favor, o seu pedido.

fadopoesia@gmail.com

- - - - - - - - - - - - - - - -

Pesquisa.

Um fadinho à juventude

Fernando Farinha
Repertório de Fernando Farinha 

Cabelos desalinhados / Um capacete no braço
Uns ténis brancos calçados / Um jeito rock no passo
Calça de ganga e blusão / Com um estampado inglês
Lá vai o engatatão / OTedy Boy português

Fazendo inveja aos cámones / Os ídolos dos seus encantos
São os Beatles, Roling Ston's / Pink Floid e outros tantos
P'ra festas de conta gotas / Não gasta nem uma coroa
Só pró rock e mil garotas / É que ele está numa boa

Na sua motorizada / Faz corridas bestiais
E nunca falta à chamada / Sempre que há jazz em Cascais
Às vezes, com fúria louca / É vê-lo aí pelas ruas
A fazer o boca a boca / N
uma miúda das suas

Da mãe, não quer os conselhos / Nem do pai, o modo drástico
E diz que nós, os mais velhos / Somos uns botas de elástico
Cá por mim estás à vontade / Ec'oa voz que em mim nasceu
Canto à tua liberdade / Sou todo por ti, oh meu