- - -

- - -
° Caro visitante, existe 1 minuto de interregno entre a identificação dos intérpretes °
Loading ...
- - -
° 6.000 Letras Publicadas // 1.800.000 Visitas ° 10.07.2020
- - -
° Por questãoes de funcionalidade existem índices divididos em 2/3 colunas // Os fados de Coimbra e os Humorísticos estão em colunas isoladas °
- - -
° Procure a letra do Fado // Pelo título correto // E veja aqui publicado // O seu Fado predileto // Se não encontra o seu fado preferido // Envie, por favor, o seu pedido °
- - -
° fadopoesia@gmail.com °

.

Agora que nada somos

Artur Ribeiro / Adelino dos Santos
Repertório de Manuel de Almeida

Hoje todos os caminhos
Me conduzem ao que fomos
Agora que nada somos
E nem andamos vizinhos

Vão dar a ti, finalmente / Todas as minhas ideias
E o sangue das minhas veias / Chama por ti loucamente

Agora precisamente / Após todas as canseiras
Quando tu talvez não queiras / Acreditar-me dif'rente

Quando mais estamos sozinhos / È quando mais peço a Deus
Que encaminhe os passos teus / 
De novo nos meus caminhos