Clique na imagem e oiça Fado !!!
* * * * *
As 5.380 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores !!!
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
<> Ninguém sabe tudo, ninguém ignora tudo, só todos juntos sabemos alguma coisa <> PAULO FREIRE *filósofo brasileiro* 1921/1997
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
* Por motivos alheios à minha vontade, o motor de busca nem sempre responde satisfatóriamente *
------------------------------------------------------------------------- -------------------------------------------------------------------------
* Caso necessite de ajuda envie a sua mensagem para: fadopoesia@gmail.com *
* * * * *

Serenata do adeus

Letra e música de Vinicius de Moraes
Repertório de Ricardo Ribeiro 

Ai, a lua que no céu surgiu
Não é a mesma que te viu
Nascer nos braços meus
Cai a noite sobre o nosso amor
E agora só restou do amor
Uma palavra: adeus

Ai, a vontade de ficar mas tendo que ir embora
Ai, que amar é ir morrendo p’la vida afora
É refletir na lágrima um momento breve
De uma estrela pura cuja luz morreu

Ah mulher, estrela a refulgir
Parte, mas antes de partir
Rasga o meu coração
Crava as garras no meu peito em dor
Esvai em sangue todo o amor
Toda a desilusão

Ai, a vontade de ficar mas tendo que ir embora
Ai, amar é ir morrendo p’la vida afora
É refletir na lágrima momento breve
De uma estrela pura cuja luz morreu
Duma noite escura triste como eu