- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.580 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Fado Alvim

Tiago Torres da Silva / Fernando Alvim
Reportório de Carlos do Carmo

Depois do mar / há um olhar / que ainda é mais azul
Azul de mim / azul sem fim / azul da cor dos mares do sul
Uma canção / cujo refrão / ninguém consegue decifrar
Se quem o canta / traz na garganta / a voz do mar

Depois de ti / adormeci / no alto mar, talvez
No mar gentil / no mar anil / num mar que em ondas se desfez
Não naufraguei / nem acordei /  nem te vi / pus-me a sonhar
Deite-me ao mar / pus-me a sonhar / adormeci

Depois da voz / deixe-te a sós / com a tua canção
Quando a ouvi / o que senti / fez-me entender a solidão
E o teu olhar / quase a chorar / foi-se fechando em timidez
Não tenho nada / só tenho a estrada / que a vida fez

Depois do bis / é  por um triz / que tu voltas para nós
Porque a guitarra / quase te agarra / p’ra te levar na sua voz
E num tremor / descubro a cor / que há no sim
A cor do bis / azul-feliz / azul-Alvim