- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.585 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Bendita sejas mulher

Mário Raínho / Filipe Pinto *fado meia-noite*
Repertório de Manuel Delindro

Dizem, mulher, que nasceste
Duma costela de Adão
Mas, pra mim, aconteceste
Doutra divina razão

Quando Deus no paraíso / Olhou a flor mais formosa
Com o gesto mais preciso / Fez-te nascer duma rosa

Tu, mulher, rosa-de-fogo
Minha tentação, meu rogo

É plo teu ventre fecundo / Que este planeta floresce
Pela vida que em ti cresce / Plos filhos que dás ao mundo

Mulher-mãe, quanta canseira / Deus te deu, pequena flor
Mas deu-te a força e a maneira / De fazeres da dor amor

Em ti principia a vida / Diga o mundo o que disser
Rosa-de-fogo, florida / Bendita sejas, mulher