- - -

- - -
° Caro visitante, existe 1 minuto de interregno entre a identificação dos intérpretes °
Loading ...
- - -
° 6.000 Letras Publicadas // 1.800.000 Visitas ° 10.07.2020
- - -
° Por questãoes de funcionalidade existem índices divididos em 2/3 colunas // Os fados de Coimbra e os Humorísticos estão em colunas isoladas °
- - -
° Procure a letra do Fado // Pelo título correto // E veja aqui publicado // O seu Fado predileto // Se não encontra o seu fado preferido // Envie, por favor, o seu pedido °
- - -
° fadopoesia@gmail.com °

.

Cais de outrora

Luís de Macedo / Alain Oulman
Repertório de Amália

Nos cais de outrora há navios vazios
E há velas esquecidas do alto mar
São sombrios os rios do recordar

Nos cais de outrora há só barcos cansados
E há remos esquecidos por não partir
Sinto cansaço vago de me fingir

Não há barcos, nem velas, já não há remos
Em frente ao mar d’outrora perdi meu cais
Em noite nos perdemos e nada mais