-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
As letras publicadas referem a fonte de extração, ou seja: nem sempre são mencionados os legítimos criadores dos temas aqui apresentados.
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
* 7.350' LETRAS <> 3.180.000 VISITAS * ABRIL 2024 *

. . .

Viela é rua de fado

António Tavares Teles / Carlos da Maia
Repertório de Carlos Zel

Viela é rua de fado
Rua estreita sem um lado
Quase um beco de tão estreita
Rua sem sol todo o dia
Rua escura, rua fria
Com olhar de quem não se deita

Rua encostada a uma esquina
Que a petróleo se ilumina 
Sendo afinal banais
Mas à luz de um candeeiro
Até o dia é primeiro 
Até a noite é demais

Por isso é fado a viela
Porque à luz de uma candeia 
Mesmo a dor é menos triste
É uma doce melopeia
Acompanhada à viola 
E à guitarra pelo fadista

Viela é rua de fado
Rua estreita sem um lado 
Quase um beco de tão estreita 
Onde o fado é voz da gente 
Quem não cala não consente 
Canta o fado e não se deita