<> Existe um espaço de 20 segundos entre o começo do Fado e a sua identificação <>
Loading ...
<> <> <> <> <>
Vai certamente encontrar // Algumas incorreções /:/ Se quiser, pode ajudar // Com boas informações.

<> <> <> <> <>
As letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.

<> <> <> <> <>
A seguir aos índices encontrará uma lista aconselhável de FONTES de FADO !!!

<> <> <>

<> <> <>
5.875 LETRAS // 1.470.000 VISITAS // NOVEMBRO 2019

Fado tricotado

Letra e musica de Fernando Tordo
Repertório do autor

Prende-se a alma à ternura
Já presa doutra procura
Cantada noutros silêncios
Fazem-se tristes e duras
As trovas vivas e puras
Que prendo a quem não pertenço

Ai quem me dera amor cantar-te tudo o que penso
Prende-se a voz à poesia, liberta nesta alegria
Parecida sem ser igual
Eu queria brandas e doces, todas as vezes que fosses
A trova amarga e o sal
Ai quem me dera amor, ser beijo, ponto final

Eu queria ser uma guitarra
De tocar aquele trinado tricotado de fazer e desfazer
Eu queria ser uma guitarra que se agarra
Àquele trinado trabalhado de dizer e desdizer

Eu queria ser aquele fado desgarrado
No rasgado tricotado que é toda a gente a cantar
E no trinado desgarrado ouvir o fado tricotado
Trabalhado que tu tens para me ensinar

Prendo-me todo ao meu canto
Liberto deste meu espanto de escrever sonhos cantando
Desaparece o meu pranto
Não quero capa nem manto, quero o azul feito rubro
Ai quem me dera amor
Mulher trinado mais puro