- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.585 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Castelo e bairros antigos

Isidoro Cavaco / Alfredo Correeiro *marcha do Correeiro
Repertório de Claudia Madeira

Lisboa adora o castelo
Altaneiro e muito belo
Onde o fado também mora
E tem no seu dia a dia
Alfama e Mouraria
A seus pés a toda a hora

Subo as ruas e vielas
Com estendais às janelas / E vou ao alto do monte
E lá do Castelo vejo
As caravelas do Tejo / E o Bairro Alto defronte

Vejo nas ruas estreitinhas
De calçadas e escadinhas / Varinas e marinheiros
E à noite ouve-se o fado
Que por vezes é cantado / Sobe a luz dos candeeiros

De manhã oiço os pregões
Que são velhas tradições / Destes bairros já antigos
E é tradição que não falta
Quando a noite já vai alta / Canta-se o fado entre amigos