- - - - - - - - - -

Canal de J.F.Castro em parceria com a Rádio Mira

Canal de J.F.Castro em parceria com a Rádio Mira
° Caro visitante, existe 1 minuto de interregno entre a identificação dos intérpretes °
Loading ...

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

As letras publicadas referem a fonte de extração, ou seja: nem sempre são mencionados os legítimos criadores.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Existem (pelo menos) 80 letras publicadas que não constam do índice. Caso encontre alguma avise-me, por favor.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

6.270 LETRAS PUBLICADAS /*/ 2.078.500 VISITAS /*/ MARÇO 2021

ATINGIDO ESTE VALOR /*/ QUE ME FAZ SENTIR HONRADO /*/ CONTINUO, COM AMOR /*/ A SER SERVIDOR DO FADO.

Pois mesmo desagradando // A "Troianos" maldizentes / Os "Gregos" vão apoiando // E vão ficando contentes

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Se não encontra a fado preferido // Envie, por favor, o seu pedido.

fadopoesia@gmail.com

- - - - - - - - - - - - - - - -

Pesquisa.

Fado novo do Chiado

Hélder Moutinho / António Neto
Repertório de Hélder Moutinho

Já se vão erguendo as cores desta cidade
No teu rosto de luar adormecido
Já se deita o sol amargo da saudade

Num poema que jamais será esquecido

O teu corpo tinha tons de madrugada
Rosa velha de ternura ao abandono
Mas a rua mais que nova, do Almada
Anuncia que é mais branco o teu outono


Ainda bem Chiado, ainda bem
Que deixaste que o teu sonho
Fosse muito mais além


Venham todos, venham ver este Chiado
Que se enche de alegria novamente
Venham todos, não se lembrem do passado
Que o Chiado já tem luz p'ra toda a gente

Venham todos ver o cheiro das quimeras
Que se esparsa nesta aragem que é do povo
Mil poetas anunciam primaveras
Venham todos que o Chiado já está novo