<>-----<>-----<> Existe um espaço de 20 segundos entre o começo do Fado e a sua identificação <>-----<>-----<>
Loading ...

5.915 LETRAS // 1.500.000 VISITAS // DEZEMBRO 2019

Verdes campos, verdes águas

Elsa Laboreiro / Arlindo de Carvalho *cantiga de oledo*
Repertório de Yola Diniz 

Verdes campos, verdes águas / Aguarelas do meu país
Lavam dores e lavam mágoas / E a esperança é sua raiz

Do alto de cada serra / Do cimo de cada monte
É tão linda a minha terra / Desenhada no horizonte

E as searas são oceanos
De pão doirado, a germinar
Mão sagrada dos lusitanos
Heróis da terra e do mar;
E as gaivotas voam velozes
Desde o norte até ao sul
Levam longe as nossas vozes
Vestidas de oiro e azul

Negro bando de andorinhas / Neste fado que Deus vos deu
Levem lá saudades minhas / Para além do mar e do céu

Que eu cá fico à vossa espera / Embalada neste meu canto
Até que outra primavera / Encha meus olhos de espanto