<>-----<>-----<> Existe um espaço de 20 segundos entre o começo do Fado e a sua identificação <>-----<>-----<>
Loading ...

5.915 LETRAS // 1.500.000 VISITAS // DEZEMBRO 2019

Fado do sol errado

Hélder Moutinho / Fernando Alvim
Repertório de Ana Sofia Varela

Adeus ó meu amor, minha aventura
De olhar sereno ao vento e brusco ao mar
Adeus minha ilusão que não tem cura
Adeus amor que não te posso amar

Adeus ao rio que nasces à noitinha
E desces de mansinho às madrugadas
Quem dera que essa noite fosse minha
Adeus ó meu amor de águas paradas

Mas se algum dia a luz de um sol errado
Brilhar na tua praia adormecida
Eu voltarei ao som deste meu fado
E cantarei bom dia à tua vida

Agora vou dormir na calmaria
Desse teu rio sem rumo e sem vontade
Talvez um dia amor, talvez um dia
Me acordes noutro rio de liberdade