<> Canal de rádio criado em homenagem a RODRIGO <>
Clique na imagem e oiça Fados

<> <> <>
As 5.850 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.

<> <> <>
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa.
Paulo Freire *filósofo* 1921 <> 1997

<> <> <>
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil <> Em caso de dificuldade não hesite em contactar <> fadopoesia@gmail.com

Esta canção

Letra e musica de Alves Coelho
Repertório de Tristão da Silva

Não façam das palavras negras pedras
A quem palavras duras não pediu
A luta que travamos è pura e breve
Tal como as águas ao deixar o rio

De mãos dadas lutemos lado a lado
Somos todos iguais no mesmo chão
Que fique sempre um verso bem vincado
Nas bocas que só cantam a razão

Não se pode algemar a voz do fado
Lamento e voz dum povo que se solta
D'esperança esta canção em todo o lado
Gritando em cada fado uma revolta