- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.585 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Lágrima de prata

Mário Raínho / Carlos Dionísio
Repertório de Ana Marta

Uma lágrima de prata / Como se fosse um desgosto
Que da lua se desata / E vem poisar em meu rosto

Segue comigo pela noite / Sinal de luar marcado
E toma sempre pernoite / Na minha alma de fado

Assim eu vou
A chorar, como um Pierrot
Pela noite, a que me dou
Onde entorno meu cantar
Assim eu vou
De encontro a outros sentidos
Desprende a alma gemidos
Fados que canto a chorar

Plos recantos da cidade / Meu canto é choro também
Fala de amor e saudade / De uma dor que sabe bem

Tanto tarda o amanhecer / De fado em fado caminho
E até o sol nascer / 
O meu ser geme baixinho