- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.590 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

O meu coração parou *Artur Ribeiro*

Artur Ribeiro / Cavalheiro Junior *fado menor do porto, estilizado*
Repertório de Artur Ribeiro

O meu coração parou / E tudo ficou parado
E a voz de cantar meu fado / Emudeceu na garganta
Deixei de saber quem sou / Nem o que faço na vida
Sou folha no chão caída / Sou poeta que não canta

Sou folha de vendaval / Bailando ao sabor do vento
Não choro nem me lamento / Nem sequer meu fim pressinto
Sou um livro sem final / Não sou rei nem sou mendigo
Quero encontrar-me comigo / Mas procuro e não me sinto

Nem um grito de revolta / Nestes meus lábios cansados
Nos meus olhos magoados / Um olhar, de ver ninguém
Sou quarto onde ninguém volta / Sou um berço sem menino
Uma carta sem destino / Que não sabe donde vem

Eu sou o louco mais louco / À solta por esse mundo
Sou um verso tão profundo / Que mais ninguém decifrou
Tudo isto, porque á pouco / Quando cheguei, não te vi
E até tu voltares aqui / O meu coração parou