- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.580 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Fado a meu ver

Isa Cardoso / João António Silva
Repertório de Isa Cardoso

Fado é ternura
É loucura na madrugada
Estar em cada alvorada
Com uma guitarra a soluçar
Fado é castigo
Que Deus, quando ao nascer me deu
Ser só tua e tu seres meu
Com a tal guitarra a chorar

Fado, tu tens o condão
De falar com o coração
Sentimentos tão profundos
És a dádiva de Deus
Que ao escrever nos versos meus
Sinto que é o meu mundo

O fado é noite
Tão clara como a manhã
Tal como num açoite
Prende a minha alma vã
O fado é vida
De uma criança a sorrir
Que no chorar duma guitarra
Ao meu encontro há-de vir