Rádio em manutenção neste bloge. Loading ...

5.915 LETRAS // 1.500.000 VISITAS // DEZEMBRO 2019

Era já tarde

Aníbal Nazare / Maximiano de Sousa
Repertório de Max

Era já tarde quando o fado conheci
E sem alarde, quis falar-me da saudade
Mas na verdade, para me lembrar de ti
Do grande amor que perdi
Era tarde, muito tarde

Pedi ao fado
Que me desse outro caminho
Ficasse ele com a saudade
Que eu queria ficar sózinho
Ele respondeu
Que o pedido era escusado
Por que o fado e a saudade
Andavam de braço dado

Era já tarde quando o fado abandonei
E fui cobarde, tive medo da saudade
Com ansiedade, eu ainda a procurei
Quando a saudade encontrei
Era tarde, muito tarde