- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Canal de JOSÉ FERNANDES CASTRO em parceria com RÁDIO MIRA

RÁDIO apadrinhada pelo mestre *RODRIGO*

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
AS LETRAS PUBLICADAS REFEREM A FONTE DE EXTRAÇÃO, OU SEJA: NEM SEMPRE SÃO MENCIONADOS OS LEGÍTIMOS CRIADORES
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
ATINGIDO ESTE VALOR // QUE ME FAZ SENTIR HONRADO // CONTINUO, COM AMOR // A SER SERVIDOR DO FADO
POIS MESMO DESAGRADANDO // A TROIANOS MALDIZENTES // OS GREGOS VÃO APOIANDO // E VÃO FICANDO CONTENTES
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
6.515 LETRAS PUBLICADAS <> 2.552.800 VISITAS < > AGOSTO 2022
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Cavaleiro monge

Fernando Pessoa / Mário Pacheco
Repertório de Mariza

Do vale á montanha / Da montanha ao monte
Cavalo de sombra / Cavaleiro monge
Por casas, por prados / Por quintais, por fontes
Caminhais aliados

Do vale á montanha / Da montanha ao monte
Cavalo de sombra / Cavaleiro monge
Por penhascos pretos / Atrás e defronte
Caminhais secretos

Do vale á montanha / Da montanha ao monte
Cavalo de sombra / Cavaleiro monge
Por prados desertos / Sem ter horizontes
Caminhais libertos

Do vale á montanha / Da montanha ao monte
Cavalo de sombra / Cavaleiro monge
Por ínvios caminhos / Por rios sem ponte
Caminhais sózinhos

Do vale á montanha / Da montanha ao monte
Cavalo de sombra / Cavaleiro monge
Por qunto é sem fim / Sem ninguém que o conte
Caminhais em mim

Por penhascos pretos
Por rios sem ponte
Caminhais em mim