- - - - - - - - - -

Canal de J.F.Castro em parceria com a Rádio Mira

Canal de J.F.Castro em parceria com a Rádio Mira
° Caro visitante, existe 1 minuto de interregno entre a identificação dos intérpretes °
Loading ...

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

As letras publicadas referem a fonte de extração, ou seja: nem sempre são mencionados os legítimos criadores.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Existem (pelo menos) 80 letras publicadas que não constam do índice. Caso encontre alguma avise-me, por favor.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

6.270 LETRAS PUBLICADAS /*/ 2.078.500 VISITAS /*/ FEVEREIRO 2021

ATINGIDO ESTE VALOR /*/ QUE ME FAZ SENTIR HONRADO /*/ CONTINUO, COM AMOR /*/ A SER SERVIDOR DO FADO.

Pois mesmo desagradando // A "Troianos" maldizentes / Os "Gregos" vão apoiando // E vão ficando contentes

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Se não encontra a fado preferido // Envie, por favor, o seu pedido.

fadopoesia@gmail.com

- - - - - - - - - - - - - - - -

BARRA DE PESQUISA

Lisboa, tu és assim

Letra e música de Pedro Campos
Repertório de Pedro Moutinho

Quando o sol se põe, já fugidio
Bate nos barcos sobre o rio
E na rotunda ao fim da tarde
Pessoas, vagueiam na hora de ponta
Passam por mim vezes sem conta
É a cidade

As casas e as paragens na avenida
Cheias de côr, cheias de vida
Do Bairro Alto á Madragoa
Eu ando e vou sentindo como és
Vendo as esplanadas nos cafés
Sei que és Lisboa

Lisboa do rio e dos barcos no cais
Da gente nas ruas e mais ... tu és assim
Lisboa, tu sabes que bom que é voltar
De longe de qualquer lugar ... só para ti

Eu sigo e vou sentindo como és
Nas passadeiras do Marquês
Sei que és Lisboa