- - - - - - - - - -

Canal de J.F.Castro em parceria com a Rádio Mira

Canal de J.F.Castro em parceria com a Rádio Mira
° Caro visitante, existe 1 minuto de interregno entre a identificação dos intérpretes °
Loading ...

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

As letras publicadas referem a fonte de extração, ou seja: nem sempre são mencionados os legítimos criadores.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Existem (pelo menos) 80 letras publicadas que não constam do índice. Caso encontre alguma avise-me, por favor.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

6.270 LETRAS PUBLICADAS /*/ 2.078.500 VISITAS /*/ MARÇO 2021

ATINGIDO ESTE VALOR /*/ QUE ME FAZ SENTIR HONRADO /*/ CONTINUO, COM AMOR /*/ A SER SERVIDOR DO FADO.

Pois mesmo desagradando // A "Troianos" maldizentes / Os "Gregos" vão apoiando // E vão ficando contentes

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Se não encontra a fado preferido // Envie, por favor, o seu pedido.

fadopoesia@gmail.com

- - - - - - - - - - - - - - - -

Pesquisa.

Aniversário

Letra e música de: Paco Gonzalez
Repertório de Ricardo Ribeiro


Foi tão vulgar
Essa missiva que deixaste
Podes pensar que estou ferido
Porque tu me abandonaste

Mas a razão desta canção
Que fala em dôr e solidão
É a mensagem do que foi uma ilusão

O tempo que passou não foi dos dois
Não é dos que só tentam receber
Minha alma à tua alma deu calor
Meu corpo, ao teu corpo deu prazer;
Dei tudo até ao ponto de aceitar
A falsa condição do teu carinho
Com tempo de mentiras
Com falta de valor
Nunca se construiu um grande amor


Nem parabéns 
De aniversário me escreveste
Sejas feliz por todo o bem
Por todo o mal que me fizeste
Procuro em vão, sabe-lo bem

Na solidão do teu desdém
O grande amor da minha vida
Talvez ninguém