<> Canal de rádio criado em homenagem a RODRIGO <>
Clique na imagem e oiça Fados

<> <> <>
As 5.850 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.

<> <> <>
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa.
Paulo Freire *filósofo* 1921 <> 1997

<> <> <>
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil <> Em caso de dificuldade não hesite em contactar <> fadopoesia@gmail.com

Coração, se já morreste

José Luís Gordo / Direitos reservados
Repertório de Maria de Fé

Porque o olho quando o vejo
Porque o vejo sem olhar
Porque longe dos meus olhos
Andam os seus a lembrar

Mas se não amo, nem posso / Que pode então isto ser
Coração, se já morreste / Porque te sinto bater
E desconfio que vives
Sem tu nem eu o saber

Porque, tímida lhe falo / E dantes não era assim
Porque mal a voz lhe escuto / Não sei o que sinto em mim

Porque estremeço contente / Quando ele me estende a mão
Mas se às outras faz o mesmo / Porque é que não gosto então
Deveras que não me entendo
Não te entendo, coração