<> Canal de rádio criado em homenagem a RODRIGO <>
Clique na imagem e oiça Fados

<> <> <>
As 5.850 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.

<> <> <>
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa.
Paulo Freire *filósofo* 1921 <> 1997

<> <> <>
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil <> Em caso de dificuldade não hesite em contactar <> fadopoesia@gmail.com

Maria Clara

Carlos Zamara / Jaime Tiago dos Santos
Repertório de Tristão da Silva 

Maria Clara, um amor de rapariga
Num lindo palmo de cara, foi na cantiga
Duma paixão insensata
Amando alguém que trazia a sua fotografia
Na cigarreira de prata

Não rias Maria Clara
Que pode tornar-se escura a alegria do teu rumo
E toda a tua ventura, amanhã pode ser fumo

Maria Clara, c
igarreiras atraentes 
São virtudes aparentes
Onde há cigarros baratos, ou sentimentos bizarros
Maria Clara, não sonhes a vida inteira
Porque há muita cigarreira
Que varia de retratos quando muda de cigarros


Maria Clara, uma jóia de pequena
Num lindo palmo de cara, hoje condena
Vê que o amor duma hora foi um sonho que passou
Cigarro que se fumou e a ponta se deitou fora

Não chores, Maria Clara, teu destino amargo e duro
Pode haver um coração pobre de amor, como o teu
Que apanhe a ponta do chão