- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.585 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

A trova do amor amigo

Vasco de Lima Couto / António Chainho
Repertório de Vasco Rafael

Deitados na montanha, nós despimos a lei
Ficando como a brisa a correr a manhã
Cada braço era um tronco envolvido p'la era
A crescer no amor da nossa primavera

O que foi que dissemos no amor entregado
Vias o céu alto e eu via o chão fechado
Semeados p'lo sonho, fomos os dois buscar
O barulho do vento e uma onda do mar

A tarde refrescou-me o desejo de estar
E a vida veio lenta, nossos olhos fechar
Uma canção foi longe buscar a àgua pura
P'ra inventar o amor nos ramos da aventura

Um pássaro desceu, espreitou-nos o sono
E foi contar às ondas o feliz abandono
Quando a noite chegou à solidäo parada
Encontrou a alegria numa folha esmagada