- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Rádio apadrinhada pelo mestre RODRIGO

Rádio apadrinhada pelo mestre RODRIGO
CANAL DE JOSÉ FERNANDES CASTRO EM PARCERIA COM A RÁDIO MIRA

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Loading ...

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

* As letras publicadas referem a fonte de extração, ou seja: nem sempre são mencionados os legítimos criadores *

<> 6.365 LETRAS <> 2.245.800 VISITAS <> AGOSTO DE 2021 <>

* ATINGIDO ESTE VALOR /*/ QUE ME FAZ SENTIR HONRADO /*/ CONTINUO, COM AMOR /*/ A SER SERVIDOR DO FADO *

* POIS MESMO DESAGRADANDO /*/ A *TROIANOS* MALDIZENTES /*/ OS "GREGOS VÃO APOIANDO /*/ E VÃO FICANDO CONTENTES *

* NÃO ENCONTRA O FADO PREFERIDO? /*/ ENVIE, POR FAVOR, O SEU PEDIDO * fadopoesia@gmail.com

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

* NASCEU ASSIM... CRESCEU ASSIM... CHAMA-SE FADO // Vasco Graça Moura // Porto 03.01.1942 // Lisboa 27.04.2014 *

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Meu amor minha cantiga

Nuno Gomes dos Santos / Nuno Nazareth Fernandes
Repertório de Luisa Basto

Chegas sempre de mansinho à minha beira
Faça sol, ou chuva, ou vento, ou luar
E então eu dou por mim desta maneira
Aconchegando as brasas da lareira
Que aquece esta vontade de cantar

E não importa o tema da cantiga
Que letra e melodia não estão sós
Mas sim comigo e com a gente amiga
Que em coro em mim acorda e a mim se liga
Cantando a vida inteira a uma só voz

Por isso é que as malhas da canção
Se tecem nas rimas do coração
Que bate em Si e fica em Sol Maior
Da madrugada até o sol se pôr

Se calha na dança da partitura
Um grito de aleluia ou saudação
Meu canto dobra os sinos da ternura
Que se torna água mole em pedra dura
Ao jeito de um operário em construção