- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.580 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Cidade morta

António Calém / José Marques do Amaral
Repertório de Rosa Madeira

Morre de longe a cidade
E perto o meu coração
Entre a bruma e a saudade
Entre o sonho e a razão

Eu canto p'ra não chorar / Mas a voz não é a mesma
A dor que me faz cantar / Já não é dor, é só pena

É que a distãncia é tão grande / Do que fui e sou agora
Que por mais passos que eu ande / Não vou além da demora

Vivo ainda dum amor / Que perdi em outras eras
Outono a roubar a cor / Ao verde das primaveras