- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.590 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Assim perdidamente

Letra e musica de Vital d’Assunção
Repertório de Natalino de Jesus

Cantar um fado assim perdidamente
Na noite em que revejo o teu abraço
Tão longe, tão distante, tão ausente
Meu canto é rouco de cansaço

Espero, amor, por ti em cada esquina
Nas ruas do destino mal traçado
Teu nome é um verso que não rima
Em mim, poeta louco e malfadado

Na cama dos desejos em que me deito
Nos lençóis da loucura em que adormeço
Transpiro o sonho frio que é teu peito
De musa sempre breve em que amanheço

No oásis do amor quase possível
Como doces tâmaras, mato a sede
Nas mil nómadas noites bebo o fel
Das miragens do deserto que me deste