<> Canal de Rádio criado em homenagem a RODRIGO <>
Clique na imagem e oiça a Rádio Bocas do Fado

<> <> <>
Este espaço foi criado <> Com grande dedicação <> Por alguém que faz do fado <> A sua religião.

<> <> <>
As 5.850 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.

<> <> <>
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa.
Paulo Freire *filósofo* 1921 <> 1997

<> <> <>
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil <> Em caso de dificuldade não hesite em contactar <> fadopoesia@gmail.com

Diz ao fado que morri

Angelina Andrade / J.J. Cavalheiro Jnr. *fado menor do porto*
Repertório de Isabel Maria

Não digas ao fado onde estou
Esquece que estou aqui
Nem sabes por onde vou
Diz ao fado que morri

Deixei a minha Janela / Mudei-me pra outro lado
Se passares lá na viela / Não fales de mim ao fado

Mas se não poderes calar / Fala apenas segredando
De uma gaivota sem par / Quem sem rumo vai voando

Voando daqui além / Nas nuvens que já teci
Não fales a mais ninguem / Diz ao fado que morri