<> Canal de rádio criado em homenagem a RODRIGO <>
Clique na imagem e oiça Fados

<> <> <>
As 5.850 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.

<> <> <>
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa.
Paulo Freire *filósofo* 1921 <> 1997

<> <> <>
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil <> Em caso de dificuldade não hesite em contactar <> fadopoesia@gmail.com

Da palma da minha mão

Mafalda Arnauth / Alfredo Duarte *fado cravo*
Repertório de Mafalda Arnauth

Desfiz num rasto de chuva
Que me invadiu por inteiro
E deslizou p'lo meu rosto
Um quase sumo de uva
Um ébrio som, feiticeiro
Que me embalava o desgosto

Então amei sem medida / Este condão de chorar
A morte de uma ilusão
Abri meus olhos à vida / Joguei as penas ao mar
Lavei o meu coração

Desfiz as grades dos medos / De amar além da razão
De ser virtude ou pecado
Irei cumprir meus segredos / Que a palma da minha mão
Tem muito sonho guardado