- - -

- - -
° Caro visitante, existe 1 minuto de interregno entre a identificação dos intérpretes °
Loading ...
- - -
° 6.000 Letras Publicadas // 1.7550.000 Visitas ° Maio 2020
- - -
° Por questãoes de funcionalidade existem índices divididos em 2/3 colunas // Os fados de Coimbra e os Humorísticos estão em colunas isoladas °
- - -
° Procure a letra do Fado // Pelo título correto // E veja aqui publicado // O seu Fado predileto // Se não encontra o seu fado preferido // Envie, por favor, o seu pedido °
- - -
° fadopoesia@gmail.com °

.

Alegre eu ando

Natália Correia / Fontes Rocha
Declamado por Natália Correia
Adaptação de Natália Correia para um poema medieval da autoria de Nuno Fernandes Torneol

Ergue-te amigo que dormes nas manhãs frias
Todas as aves do mundo de amor diziam 
Alegre eu ando

Ergue-te amigo que dormes nas manhãs claras
Todas as aves do mundo de amor cantavam
Alegre eu ando

Todas as aves do mundo de amor diziam
Do meu amor e do teu se lembrariam
Alegre eu ando

Todas as aves do mundo de amor cantavam
Do meu amor e do teu se recordavam
Alegre eu ando

Do meu amor e do teu se lembrariam
Tu lhes tolhestes os ramos em que eu as via
Alegre eu ando

Do meu amor e do teu se recordavam
Tu lhes tolhestes os ramos em que pousavam
Alegre eu ando

Tu lhes tolhestes os ramos em que eu as via
E lhes secastes as fontes em que bebiam
Alegre eu ando

Tu lhes tolhestes os ramos em que pousavam
E lhes secastes as fontes que as refrescavam
Alegre eu ando