- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.500 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Moura

José Eduardo Agualusa / Toty Sa’Med
Repertório de Ana Moura 

Sou moura, o sol me doura a pele
Ao céu do deserto eu chamo meu
No ar aberto ardo, chama e mel
Onde se solta o vento, eu solto o véu

Só desejo o que passa, o breve instante
Asas, navios, a água dos rios
Sou viajante, caminho sempre adiante
Dos frios invernos, dos secos estios

Sou moura, conheço os génios do vento
Sei desatar nós dum mau enredo
Por vezes choro, mas logo invento
Um riso novo para afastar o medo

Só desejo o que não pode ser
Miragens e mitos, e se canto e grito
É p’ra impedir o céu de escurecer
Como largar fogo ao infinito