- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Rádio apadrinhada pelo mestre RODRIGO

Rádio apadrinhada pelo mestre RODRIGO
CANAL DE JOSÉ FERNANDES CASTRO EM PARCERIA COM A RÁDIO MIRA

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Loading ...

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

* As letras publicadas referem a fonte de extração, ou seja: nem sempre são mencionados os legítimos criadores *

<> 6.365 LETRAS <> 2.266.500 VISITAS <> SETEMBRO 2021 <>

* ATINGIDO ESTE VALOR /*/ QUE ME FAZ SENTIR HONRADO /*/ CONTINUO, COM AMOR /*/ A SER SERVIDOR DO FADO *

* POIS MESMO DESAGRADANDO /*/ A *TROIANOS* MALDIZENTES /*/ OS "GREGOS VÃO APOIANDO /*/ E VÃO FICANDO CONTENTES *

* NÃO ENCONTRA O FADO PREFERIDO? /*/ ENVIE, POR FAVOR, O SEU PEDIDO * fadopoesia@gmail.com

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

* NASCEU ASSIM... CRESCEU ASSIM... CHAMA-SE FADO // Vasco Graça Moura // Porto 03.01.1942 // Lisboa 27.04.2014 *

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Coração bateu três vezes

Sérgio Godinho / José Marques *fado triplicado*
Repertório de Mísia


Eu nasci quando este fado
Que é chamado triplicado

Já andava pelo seu pé
Agora que vou cantá-lo
Transformá-lo, respeitá-lo
Saberei melhor quem é

Era um fado que em Alfama / Cada dama tinha a fama
De três vezes o cantar
Desciam o casario / E junto ao rio, ao desafio
Desafiavam o luar

Coração bateu três vezes / E há já meses, por revezes
Que não vêm agora ao caso
Que não batia tão forte / Muda o porte, vira a norte
E não voa já tão raso

Mas dos três beijos que me deste / Logo lesto retiveste
Conclusões precipitadas
Se por ser mulher sou tua / Desce à rua e continua
Que outras há p'ra ser amadas

E assim cantavam aquelas / Que às janelas, aguarelas
Penduravam numa aragem
E é por isso que este fado / Que é chamado triplicado
Segue em mim sempre viagem